Le véritable voyage de découverte ne consiste pas à chercher de nouveaux paysages, mais à avoir de nouveaux yeux. Marcel Proust - A La Recherche du Temps Perdu















segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Mais sobre os projectos da Avenida da Cidade

Às duas mensagens anteriores e sem pretender fazer a história da Avenida dos Aliados (que ficará para uma próxima mensagem), acrecentos apenas alguns elementos gráficos que melhor e mais facilmente podem esclarecer os projectos para a Avenida da Cidade.

A acrescentar ao post anterior:

Barry Parker esquema de circulação do tramway na Avenida da Cidade.

rc5

Plano de Arruamentos para a zona central da cidade 3.ª Repartição Técnica 1929

mesq0028

A Câmara ainda planeava em 1929 a abertura de um conjunto de arruamentos de que se destacam no plano as ruas Ramalho Ortigão e Rodrigues Sampaio até à Rua Passos Manuel.

A construção da Avenida: fotografia do início dos anos 30.

30avenida

A praça da Liberdade. a Avenida dos Aliados e a praça do Município.

30avenida2

A Praça da Liberdade

30avenida3

Estão já construídos do lado nascente o Banco de Portugal (arq. Ventura Terra) e junto à Igreja dos Congregados áo Banco Nacional Ultramarino (arquitecto Ernesto Korrodi) já foi acrescentado o terceiro piso. Os carros eléctricos circulam em torno da placa elipsoidal da estátua de D. Pedro IV. De notar a raridade de automóveis. Para melhor definir o atravessamento rua de Sampaio Bruno e rua da Fábrica uma pequena placa a norte da praça com postes de iluminação pública.

armando

Armando Pereira de Basto,(1889 - 1923)- Praça da Liberdade 1916

Madeira sobre cartão prensado A.24,2 x L.32 cm Museu Nacional de Soares dos Reis

Outras vistas da Praça da Liberdade nos anos 30

praçalib1

praçalib2

praçadalib6

praçadalib3

A Avenida

30avenida5

Do lado nascente estão edificados de sul para norte: os edifícios da C.ª de Seguros A Nacional (arquitecto Marques da Silva), o Banco do Minho, o edifício do Banco Espírito Santo (arquitecto Carlos Mourão), o edifício Soares da Costa (arquitecto Miguel Ângelo Soa), a sede do jornal O Comércio do Porto (arquitecto Rogério de Azevedo) e o edifício de António Lopes Almeida Cunha (arquitecto M. Soa).

Do lado nascente, onde persistem alguns edifício da rua Elias Garcia (D. Pedro) estão edificados: o edifício do Banco Inglês (arquitecto Marques da Silva) e a Caixa Geral de Depósitos ( arquitecto Porfírio Pardal Monteiro).

cgd3

cgd2

Estão já ajardinadas as placas centrais onde se reconhece a “Juventude”, mais conhecida por “Menina Nua”, escultura de Henrique Moreira com um pedestal de Manuel Marques.

pinta0008

Existe arborização de ambos os lados dos percursos rodoviários.

A Praça do Município

30avenida4

Está em construção o edifício dos Paços do Concelho (arquitecto Correia da Silva). Está construído o edifício do Clube dos Fenianos (arquitecto Oliveira Ferreira) e na rua Rodrigues Sampaio está construído o edifício da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras.

cmp1

O Edifício dos Paços do Concelho em construção.

Os projectos e a evolução da Avenida em 3D.

(trabalho realizado pelos alunos da Faup Nuno Durão, Joana Dias Magalhães, Bruno Moreira, Alberto Gil Silva e Sérgio Dias Silva)

mod8mod1

A Planta de 1892

mod9mod2

O Projecto de Carlos Pezerat 1889

mod10mod3

O Projecto de Barry Parker 1915/16

mod11mod4

A Avenida após a sua conclusão e até 2005

mod12mod5

E já agora o Projecto de Álvaro Siza 2001/05

Sem comentários:

Enviar um comentário