Le véritable voyage de découverte ne consiste pas à chercher de nouveaux paysages, mais à avoir de nouveaux yeux. Marcel Proust - A La Recherche du Temps Perdu















sexta-feira, 1 de março de 2013

A propósito do malfadado acordo ortográfico

Nãon me benham cum prutestos

A pruposito du accordo purnugraphico luso-vrasilairo.

Boltam agora us jurnalistas de maia pataca e mais us litratos de pata e maia a fazerem ais suas ruclamaçõens pur causa du accordo purnugraphico assassignado entre a Aquedemia de Letras du Vrasile e a dita cuja de Sciencias de Lisvôa.

Qu’esse accôrdo era uma vustaira ningaim lh’o nega.

Qu’essa cumvinaçãon de s’iscrebeire da mesma formula palabras diff’rentes ia, mais cedo ou mais tarde, daire em aguas de varrela, tamvaim ningaim lh’u cuntesta.

Qu’esse intendimento ia daire num vurro desintendimento, eram fabas cuntaditas.

Uma beiz, puraim, qu’ais duas Aquedimias fizeram a vurrada, a uvrigaçãon lá deilas era aguentarem u rupuxo.

Us aquedémicos qu’iscrebam pela urthufónica. Qu’us litratos façam a sua iscripta pla funética.

Nois, puraim, us jurnalistas de peso, us puvlicistas de carreira, nada temos que beire cum isso.

Nois nada assassignamos. Nois nada suviscrebemos.

Labamos, purtanto, ais mãons como P’latos e us péses como homens assiados e cidadãos de tretamento, como, graças a Deus, cá somos.

Nãon me benham agora cum prutestos. Nãon me benham agora cum justificatibas, mais ou menos istempuraneas e rucreatibas.

Quaim ais faiz as paga. Deixal-os iscreberem como milhore lhes approubérem e que lh’us faça bom prubaito. Nois que temus lá cum isso?

Fizeram a vustaira, aguentem-na.

Elles lá fizeram u accordo entre elles, saim nus consultairem si stabamos d’accordo. Elles acurdaram, nós ficámos drumindo.

Nãon me benham, agora, pidire pra prutestaire. Eu nãon prutesto. Eu nãon strillo. O que eu fiz e stá muito baim faito é nãon tumaire cunhecimento.

Pra mim nãon hoube accordo, nãon stou savendo de nada.

Eu sou du amoire.

Simãens Cuelho

Simãens Cuelho,  “Nãon me benham cum prutestos” em “Supprimento de Purtugali”, A Manha, Rio de Janeiro,  Ano III, nº48,  Novembro de 1931

Sem comentários:

Enviar um comentário